O Anacleto

Um Blog Alter. Charros. Aborto. No Bush.

quinta-feira, setembro 30, 2004

Traidor da Classe Trabalhadora

100% Daniel-Free Post (diga não à dependência)

Recebemos agora mesmo do Camarada Anacleto Moore um ficheiro Mpeg com um documentário de cerca de 2.5 horas. Na impossibilidade de disponibilizar o ficheiro propriamente dito, resumimos de seguida o argumento do documentário:

1ª Parte do documentário: BdE => Zé Mário => DNA => DN => Lusomundo => Luís Delgado

2ª parte do documentário: Luís Delgado => Lusomundo => DN => DNA => Zé Mário => BdE

3ª parte do documentário: BdE <=> Luís Delgado, c.q.d.

4ª parte do documentário: Moore tenta confrontar o Zé Mário com alguns factos da sua vida que demonstram a sua deriva conservadora:
  • O Zé Mário casou-se !
  • O Zé Mário casou-se com uma camarada do sexo feminino !!
  • No contexto do crescimento do exército industrial de reserva, o Zé Mário recusou terminantemente a utilização de métodos de inseminação medicamente assistidos. O Zé Mário preferiu métodos mais conservadores e tradicionais !!!
  • A vida familiar ocupa-lhe tanto tempo que o Zé Mário ainda nem teve tempo de cumprimentar o Blog Irmão.

A importância do Grã-Anacleto Noam Chomsky na criação do Bloco de Esquerda

"Society is now remarkably atomized. Political organizations have collapsed. In fact, it seems like even bowling leagues are collapsing. The left has a lot to answer for here. There's been a drift toward very fragmenting tendencies among left groups, toward this sort of identity politics."

E o que se fez em Portugal, com os fragmentos de esquerda espalhados por aí? O nosso querido Bloco de Esquerda. Muito obrigado por nos mostrares o caminho, Noam!

Daniel Oliveira promove o neoliberalismo no Barnabé

O Barnabé, esse Blog iconoclasta cujos posts são uma permanente paródia às ideias e políticas da esquerda, resolveu agora promover activamente o neoliberalismo:

  • "...a experiência da social-democracia nórdica...na minha opinião, foi bastante mais radical e esquerdista"

    Daniel Oliveira, Dirigente e Assessor de Imprensa do BE.

  • "...the four nations of Scandinavia have opened their economies to international competition, chopped taxes, and pruned regulations...All the Scandinavian nations except Norway rank among the world's 25 most free economies...Denmark's economy is actually ranked freer than the United Kingdom's.

    ...capital gains taxes and real estate assessments are low or non-existent. And the region is actually ahead of the United States in a few areas of market reforms: All four countries have school vouchers and allow or will soon allow individual control over some social security taxes.
    " (aqui)
Camaradas não desmobilizem o Anacleto saberá suster esta ofensiva do capitalismo globalizante.

Anacleto (R): O divisionismo chega ao Anacleto

O Grupo de Tuning do Anacleto (Anacleto GT Turbo) desvincula-se da posição sobre o preço da gasolina expressa pelo Anacleto no anterior post. Esta posição foi tomada à revelia das bases.

Decidimos formar o Anacleto (R).

Não confundir o Anacleto (R) com o Anacleto (RH) - Anacleto Reconstruído Homossexual, nem com o Anacleto (RH+) - Anacleto Reconstruído Heterossexual. Este último grupo resultou de uma cisão do Grupo de Estudos Heterossexuais do Anacleto e é constituido por camaradas que preferem fatos azuis escuros.

O + do RH+ é só para distinguir em relação ao Anacleto (RH), porque nas primeiras reuniões os camaradas do Anacleto (RH+) entraram por engano nas reuniões do Anacleto (RH) e desde essa altura tem sido uma constante hemorragia de membros do Anacleto (RH+) para o Anacleto (RH).

Petróleo, Uma Arma do Povo!

Petróleo barato - o que querem os atlantistas imperiais - é, além do mais, um crime contra as gerações futuras


Miguel Portas [vénia], Economista, 01/04/2004

O petróleo caro é uma conquista do povo e uma derrota para imperialismo! O Anacleto exige que se aumente ainda mais o preço da gasolina!

Falta à Europa descobrir o socialismo real...

"...como é que uma História, a do nosso continente, tão rica de protagonistas, inventos e progressos, pode ser tão inútil na prevenção das tragédias? A resposta...a Europa descobriu tanto a democracia como o fascismo, ou seja, ...não é aprisionável numa lenda branca."

Miguel Portas [vénia], Economista, 30/09/2004
Aprisionemos a Europa numa utopia vermelha !

Esmaga-o, No Bush!

O debate Bush-No Bush é hoje. Aqui no Anacleto, estamos do lado do No Bush. O No Bush é maisl alto, mais bonito e mais inteligente do que o Bush. O No Bush usa desodorizante e lava os dentes todos os dias. O No Bush não usa produtos de cosmética testados em animais. O No Bush não estraga a camada de Ozono.

Apesar do nosso apoio incontestado ao No Bush confessamos uma pequena dúvida sobre os candidatos: honestamente, ainda não sabemos qual dos dois é mais anacleto...

Miguel Portas [vénia] critica Daniel Oliveira !!!!

Kss, Kss, Kss...

Era não, É

"O PCP era um partido plural, do ponto de vista quer social, quer do gosto, quer do tipo de pessoas que congregava."

Daniel Oliveira, Dirigente e Assessor de Imprensa do BE

quarta-feira, setembro 29, 2004

O prémio Anacleto para clip do ano

Walk Bush walk

A tocar em todos os comícios Anacletos deste ano!

Ser de Esquerda é...

  • "[a característica principal de uma pessoa de esquerda] é ter curiosidade perante a vida, a raiz de tudo está aí."

    Francisco Louçã, Líder do PSR

  • "...ser de esquerda significa manter a fidelidade a princípios e valores como o humanismo, a civilização, a paz, a liberdade, a igualdade, a solidariedade e os direitos humanos."

    PT-Partido dos Trabalhadores (Brasil)

  • "Ser de esquerda é [censurado]. [censurado]. [censurado]"

    Miguel Vale de Almeida
Direitistas maus, feios, monstros...

Fosgluten

Dedicado aos homens de esquerda cuja memória por vezes fraqueja.


"Eu creio que a primeira coisa que deve caracterizar um jovem comunista é a honra que se sente por ser jovem comunista. Essa honra que o leva a mostrar-se a toda gente na sua condição de ser comunista, que não o submete à clandestinidade, que o não reduz a fórmulas, mas que ele manifesta em cada momento que lhe sai do espírito, que tem interesse porque é o símbolo de seu orgulho."

Anacleto "Che" Guevara.

Causa Nossa

Do Programa Eleitoral do nosso querido Bloco para a região do Anacleto Bokassa:

"Implementar um Plano Regional de Saúde Mental que possibilite uma melhor resposta do sector público aos utentes com estas patologias."
Esta é uma causa que os dirigentes bloquistas defenderão com unhas e dentes. Causa própria.

Sejamos sérios...

Daniel Oliveira, dirigente e assessor de imprensa do BE:
-...A esquerda tem mais dificuldade em unir-se, porque, provavelmente, leva mais a sério o debate sobre as divergências que tem.
...
- Há alguma dificuldade em iniciar debates na esquerda sem que se comece imediatamente a discutir governos e ministérios.
Não se esqueçam do amigo Anacleto que anda aqui na blogosfera a lutar pela Revolução.

Anacleto João Jardim - a prova

O pormenor da bóina de Anacleto João Jardim

Como que a confirmar as palavras do ilustre pós-historiador Rosas, a prova provada de que, ao contrário de alguns, o Anacleto do Funchal não renega as lições da ilha mártir de Cuba, mesmo quando se encontra nas areias de Vanade...Porto Santo. Há muitos, como o Daniel Barnabé, que podiam começar a aprender com ele a ser verdadeiros Anacletos...

Não mostremos inveja do Alberto João, Camarada Rosas II

O Anacleto regressa (de novo) à luminosa peça do profundo intelectual Prof. Rosas:
Quando o governo regional e o PSD, a mando do "gauleiter" madeirense, controlam as rádios privadas regionais (aliás, distribuídas generosamente pela cacicagem jardinistas; quando tutelam a informação da RTP-Madeira e da rádio pública por via da sua recente "regionalização"; quando controlam toda a imprensa escrita, excepto o "Diário de Notícias" funchalense, razão pela qual Alberto João Jardim, na presente campanha eleitoral, tem repetidamente ameaçado "nacionalizar" (!?) a sua empresa proprietária; quando os jornalistas da RAM, como há dias aconteceu, são ameaçados directa e publicamente pelo chefe do governo regional de serem despedidos (o que só por si deixa adivinhar o tipo de relação que com eles o poder mantém...) ou processados por terem a ousadia de recolher as opiniões de um autarca oposicionista desmentindo as acusações que aquele lhe dirigira; quando colunistas ou jornalistas críticos são atacados e enxovalhados na praça pública e perseguidos na suas vidas profissionais pelas autoridades da região \uF8E7 quando isso se passa, e passa-se todos os dias na Madeira, há razões para perguntar se aí estão reunidas as condições de liberdade de imprensa e de pluralismo de opinião que permitam falar numa democracia política normalizada ou em eleições verdadeiramente plurais e concorrenciais.


Camarada Rosas, por mais que seja verdade, nao mostremos inveja do Alberto João - até porque, no fundo, no fundo, ele é nosso camarada, camarada. Pá.

Não mostremos inveja do Alberto João, Camarada Rosas I

O Anacleto regressa à luminosa peça do profundo intelectual Prof. Rosas:
Quando, no pequeno arquipélago que é a Região Autónoma da Madeira (RAM), a grande maioria da população activa é empregada do governo regional, das autarquias que dele (e do partido no poder, PSD-Madeira) dependem, ou é empregada na hotelaria, nas obras públicas ou na construção civil, triângulo de negócios larga e obscuramente promíscuos com o poder político jardinista instalado; quando (como agora sucedeu com a concessão à empresa Vialitoral da exploração das "scut" madeirenses), qualquer tentativa de denúncia dos demasiadamente frequentes negócios suspeitos e pouco claros entre o governo regional e os interesses económicos é corrida a insultos soezes, ameaças de processo crime e bloqueamento pela maioria parlamentar de qualquer inquérito relevante; quando a tomada de uma posição pública de oposição ao governo corre o sério risco de ser paga com o fim de uma requisição, uma transferência de local de trabalho, a perca do emprego, prejuízos numa carreira, ou até a recusa de um crédito ou a preterição na distribuição de uma casa, tudo cuidadosamente filtrado pelos informadores dessa espécie de partido único que é o PSD-Madeira \uF8E7 quando isto acontece, e isto acontece hoje na RAM, é razão para perguntar se estão reunidas nessa região condições ao nível da liberdade de consciência e da liberdade de escolha para se poder falar em eleições genuinamente livres.

Camarada Rosas, por mais que seja verdade, nao mostremos inveja do Alberto João - até porque, no fundo, no fundo, ele é nosso camarada, camarada. Pá.

Jantar-Convívio

Como habitualmente, realiza-se amanhã à noite na Sociedade Filarmónica União Piedense mais um debate Anacleto. Desta vez entre a camarada Diana Andringa e o camarada Vale de Almeida. O tema é: Quem está na vanguarda da revolução? A camarada Diana Andringa defenderá que são os camaradas da redação da TSF. O camarada Vale de Almeida defenderá que são os grupos LGBT. No final os camaradas do Grupo de Trabalho Heterosexual serão as estrelas principais de uma sessão de auto-crítica e apedrejamento. Não faltes! Traz uma pedra bem grande!

Daniel Oliveira: "Sou individualista e ultraliberal"

Daniel Oliveira a A Capital:
-...Sou um individualista. Sempre fui. Mesmo quando era comunista.

...
– Em todo o caso, houve outras razões que o levaram a sair do PCP.
– Na sequência de dúvidas, conflitos internos e, mais importante, no fim da adolescência, a questão da moral. Sou ultraliberal no que toca aos costumes, pelo que lido muito mal com o conservadorismo. ...
"Sou ultraliberal no que toca aos costumes"? Qué isto, hem?

Camaradas do Grupo de Trabalho Heterossexual do Anacleto (GTH-Anacleto), é melhor retirar o número deste camarada da lista de contactos-SMS.

Madeira: No caminho do socialismo

"[estamos] a assistir...a uma espécie de angolanização do regime madeirense, sob a tutela de um líder aparentemente inderrubável e dotado de poderes realmente irrestritos, de um partido tendencialmente único que vigia o conjunto da vida política e social."

Fernando Rosas, Professor Universitário
O futuro é vermelho !

Anacleto [célula de Paris-França]

À atenção das secções de recrutamento de quadros e de internacionalização do Anacleto:
"...comecei a exercer as minhas funções de conselheiro cultural em Paris...No primeiro ano, realizei a minha instalação e esforcei-me por perceber os problemas. Como sempre, entre a realidade efectiva e as minhas ideias preconcebidas havia uma imensa desproporção. No segundo ano, estabeleci os contactos, organizei projectos, encontrei métodos de actuação. Só no terceiro ano comecei a trabalhar efectivamente. Seria nessa altura, quando começava a perceber alguma coisa do que estava a fazer, que devia vir-me embora?

Eduardo Prado Coelho, Professor Universitário


O Porcalhão

O imundo líder do imperialismo neofascista Bush não olha a meios para alcançar os seus intentos. Foram quatro furacões na Florida. Vocês acham que foi por acaso? Claro que não. Não engana o Anacleto quem quer. Muito menos o camelo neofascista que está sentado na cadeira do poder em Washington. Lembram-se da roubalheira na Florida nas últimas eleições? Pois para não ter que fazer a mesma coisa (que dava muito nas vistas), o torpe canalha lança quatro furacões (coisa muito mais discreta), que é para agora vir com a “ajuda” que quer das às “populações” (como diz aqui nesta folha fascistóide). Vamos acabar com este embuste. Denunciemos a vergonhosa manipulação secreta do clima. Bush Safadão, Acaba com o Furacão!

O Caniche

Mais uma vergonhosa intervenção do lamacento Blair, a quem o Pedro muito bem chamou “o caniche de Bush” (uma expressão eminentemente anacleta – atenção a este rapaz, camaradas anacletos). Diz que pede desculpa por não existirem armas (ele chama-lhes de “destruição maciça”, nós no Anacleto achamos que não havia armas nenhumas e ponto final) no Iraque, mas que não pede desculpa por “derrubar Saddam”. A verve venenosa do caniche de Bush espanta. Isto é como dizer-se que foi Reagan que derrotou a URSS, quando toda a gente sabe que foi a URSS que derrotou a URSS, nomeadamente quando o renegado Gorbatchev fez as mais trágicas transigências com o capitalismo neoliberal de tendência neostraussiana. Derrubar Saddam… Deixem-nos rir… Quem te dera a ti, seu caniche, mais ao teu patrão cevado. Na verdade, toda a gente sabe que foi Saddam quem derrotou Saddam. Como? O quê, não sabem? Um dia destes a gente explica.

Concorrência Acidental

Salve, camarada. Nunca devemos parar de publicitar os ditos e ensinamentos do nosso Anacleto-Mor. Citando-o, sem pagar direitos de autor:

"Teimosos, esquerdistas, até de sonhadores nos chamam... E porque não? Um velho revolucionário de profissão dizia que era preciso sonhar, desde que quem sonha tenha os pés bem assentes na terra: e que melhor sonho, perguntava, do que o de querer fazer o poder dos trabalhadores, que possa ser dirigido até por uma simples cozinheira? Esse revolucionário chamava-se Lenine. Nada mais realista do que este sonho do poder dos trabalhadores. E que os nossos deputados de carne e osso vão dar uma ajuda, uma grande ajuda, disso não temos dúvidas."
Francisco Louçã, jornal "O Combate", 11 de Setembro de 1985
Era tão novinho e já tão clarividente...

Grupo de Tuning do Anacleto

A coisa mexe. Já temos estes bólides.



Moskvitchs, Wartburgs, Ladas e Trabants. Tecnologia Anacleta. Vruuuummmmm!!!!

terça-feira, setembro 28, 2004

Grupo de Tuning do Anacleto (Anacleto GT turbo)

Face à violenta ofensiva deste governo de extrema-direita neoliberal contra os direitos dos condutores, decidimos fundar o Grupo de Tuning do Anacleto (Anacleto GT Turbo).

A existência do código da estrada obriga os jovens a submeterem-se a corridas ilegais. Nos países civilizados (Alemanha, p.ex.) já não existem limites de velocidade. É tempo de Portugal entrar no séc. XXI.

Junta-te a nós. Copia as seguintes palavras de ordem e envia um SMS aos teus amigos.

NO MEU VELOCÍMETRO MANDO EU.

A VELOCIDADE É UMA QUESTÃO DE CONSCIÊNCIA.

NEM MAIS UM CONDUTOR PARA A PRISÃO.

Bush=Hitler=capitalismo, feio, estúpido

"Eu definiria o BE como um partido anticapitalista...O BE...Defende a liberdade e a democracia de uma forma radical."

Daniel Oliveira, entrevista a A Capital

'...we are fighting capitalism: we are making the people completely free.'

Adolf Hitler, April 12, 1922

Leis Capitalistas

O Anacleto Feito Pelos Seus Leitores

"Caro Anacleto.

Semos um grupo de jóvens priocupados com o trágico sistema capitalista em que mergulha-mos, que só tem trasido miséria e dificuldades para o nóço povo. Este Verão ferquentámos a escola de Verão do Blogo de Esquerda e apreendemos que são os capitalistas selvájens e os neon-liberáis que expalhão a pubreza pelo mundo e já só sobrão um ou dois países avanssados mas que não pudemos dizer purque na escola explicarão-nos que se a jente dis bem dêsses paízes a extrema direita pode aporveitar para nos atacar.

Ora a jente tem feito umas cessões de breine estoming todas as noites para termos ideias que possão ajudar o povo a melhurar a sua vida e então tivémos esta lembrança que queria-mos dizer a vocês.

É assim: os capitalistas só são ricos purque as pessoas comprão as coisas nas lojas dos capitalistas por cauza das leis da prócura e da oferta. Também se diz que os charros são caros proque à muita prócura e à pouca oferta. Atão, pensámos nós, proque é que o blogo não apersenta na Cembleia um prujeto para revugar as leis da prócura e da oferta?"
Resposta: Obrigado pela sugestão. Esta ideia é muito interessante. Resolvemos delegar a redacção da proposta de Revogação das Leis da Procura e da Oferta no companheiro Fernando Rosas.

Ele próprio nunca percebeu muito bem para que é que estas leis servem. Até agora nunca precisou de as usar.

Bush=Hitler, homem mau, nojento, monstro

"While the romantic numskulls of Nazi Germany are dreaming of restoring the old race of Europe's Dark Forest to its original purity, or rather its original filth, you Americans, after taking a firm grip on your economic machinery and your culture, will apply genuine scientific methods to the problem of eugenics. Within a century, out of your melting pot of races there will come a new breed of men—the first worthy of the name of Man."

Leon Trotsky, August 17, 1934


Escândalo: Mugabe aperta a mão de Jack Straw!

É realmente uma vergonha! Então não é que o nosso camarada Mugabe apertou ao mão a esse seguidista das políticas do Bush, um tal Jack Straw, capanga do mentiroso Blair?

O anacleto enviou já um SMS de protesto a todos os membros do Politburo do partido do camarada Mugabe.

"Kamarada Mugabe, lider de partido k se reclama socialista não aperta mao a fascista Straw lacaio do bLiar e do Bush. Proxima vez apertar peskoco Straw."

Vamos lá voltar a tratar do que faz falta, camarada Mugabe, nacionalizar as terras dos ricos e dá-las ao povo. O Zimbabwe é um farol que nos ilumina, nada de apagar a luz com gestos impensados.

Assim Não Dá, Daniel

Daniel, foi com um misto de choque e espanto que li a carta que publicaste no Barnabé.

Sei que inicialmente tiveste dúvidas. Seria tudo uma farsa? Seriamos realmente um "blogue da esquerda postmoderna, igualitária, progressista, revolucionária e alterglobalizadora"?

Mas o André soube ver mais longe e percebeu que isto era mesmo a sério.

Para acabar de vez com as dúvidas até te propusemos uma aliança.

Mas não. Não era isso que pretendias. Consigo vislumbra-lo agora.

Queres ser o único megafone da revolução. O Grande Educador do Povo. E não suportas que ninguém te faça sombra. Desde o início percebeste que isso seria impossível com O Anacleto.

Desesperado, recorres à calúnia. Reinventas os infâmes Processos de Moscovo. E com um bigode hirsuto contêmplas a destruição dos teus companheiros de luta.

É preciso dizer a Verdade sobre Bush ao Povo

Enquanto Rui Tavares dá mostras de já ter assimilado na perfeição o estilo d'O Anacleto (veja-se o magnífico post Assuntos de fundir a cuca, em que o camarada Rui escreve como um verdadeiro Anacleto), Pedro Oliveira dá sinais preocupantes de revisionismo ao referir-se de forma demasiado branda ao temível clã Bush.

Camarada Pedro: não basta fazer ténues sugestões para tentar ligar o avô de Bush ao nacional-socialismo.
Assim a mensagem não passa para as massas.
Para ultrapassar o bloqueio da imprensa neoliberal pró-Bush e educar o Povo, é preciso ter a coragem de afirmar claramente o que todos os Anacletos já sabem: Bush é um perigoso nazi-fascista ao serviço de interesses sionistas!

Apenas com insinuações tão fraquinhas não vamos lá. É preciso dizer a Verdade sobre Bush ao Povo!

segunda-feira, setembro 27, 2004

Convocatória Urgente

Caros Anacletos...

Vamos ter que investigar que tendência representa afinal o camarada(será que é mesmo camarada?) Daniel na nossa organização mãe e pai, o nosso querido Bloco.

O Daniel renegou publicamente o marxismo. Ora todos sabemos que há 5 tendências no nosso partido:

1. A tendência UDP do camarada Fazenda: A UDP é um partido marxista, de natureza comunista, que apoia o Bloco de Esquerda.

2. A tendência PSR do Anacleto-Mor, nas suas próprias palavras: "Transformar o mundo, mudar a vida, na fórmula de Rimbaud e Marx, este é o nosso tipo de preocupações que não se esgota num contrato colectivo de trabalho."

3. A tendência dos camarada Portas e Boaventura (e a ex-tendência do camarada Ivan): No data available, mas descendenm do partido MDP/CDE, obviamente marxista.

4. A tendência Ruptura/FER da qual também deve haver alguns camaradas e que é a favorita deste blogue: "O Ruptura/FER nasceu da unificação entre a corrente marxista revolucionária que intervém em Portugal desde 1974 e que nos últimos anos se organizou na FER, e os activistas do Movimento Ruptura."

5. A tendência Júlio de Matos, liderada pelo camarada Rosas, marxista, linha Groucho.

Perante isto, precisamos saber onde se encaixa o camarada (será?) Daniel. Se não acredita em nenhuma das 5 tendências, o que é que ele faz entre nós? Começo a ficar preocupado. Por esse motivo, convoco com urgência o C.C.A.I.P.I.N.R.O. (ML), Comité de Controleiros das Actividades Intrasubsersivas de Pseudomarxistas Imbuídos na Nossa Revolucionária Organização, para analisar o comportamento que suspeito desviante do camarada(?) Daniel.

Questões capitais...

As propostas de união entre o Anacleto e o Barnabé deverão ser reavaliadas com base nas graves declarações do camarada daniel.

João Soares Esmagador

Esmagadores, os resultados de João Soares no PS. Uma coisa espantosa. Três e tal por cento, com toda a gente a votar. A gente aqui no Anacleto só conseguimos 2,75% para a AR. Bolas! Camaradas, temos que alterar as coisas. Não podemos estar à espera que o povo mal doutrinado se abstenha de votar, como aconteceu para o Parlamento Europeu. Vamos estudar as técnicas de campanha de João Soares para aprendermos com ele a ter vitórias esmagadoras! Ao trabalho, camaradas! Os 3% não são uma miragem!

Vamos Lá Acabar Com Essa Fantasia, Camarada

Um camarada anónimo comentou da seguinte forma o post anterior.

Este Anacleto precisa de ir fazer uma reciclagem ao Instituto Karl Marx em Havana.

Primeiro, os lucros elevados são obtidos por uma empresa que é do Povo.

Segundo, esses lucros elevados contribuem para a pauperização da Classe Trabalhadora e para o aumento do exército industrial de reserva.

Terceiro, logo os avultados lucros da CGD permitirão chegar mais depressa à Revolução Social.

Nessa altura, a organização revolucionária, que é o Bloco, liderado pelo seu líder natural, que é o Anacleto, saberá conduzir o Povo Trabalhador à vitória final.


Quer-me parecer que é o camarada quem precisa de ser reciclado.

Estará você por acaso, no primeiro ponto, a defender o Capitalismo de Estado?

Os seus restantes argumentos quase nem mercem resposta. Pela mesma linha de argumentação chegar-se-ia mais rapidamente à Revolução Socialista se privatizassemos a CGD.

Penso que o camarada faria bem em passar uma temporada numa instituição de "educação especial" da Coreia do Norte.

Anacleto Jorge Silva

Recebemos na central de informação do Anacleto o e-mail (que coisa mais fora de moda) que passamos a transcrever. O autor deseja manter-se anónimo, referindo apenas que é um deputado independente:
Caro Anacleto,

A minha obra fala por mim: Organizei e montei com o dinheiro de um capitalista português um jornal que defende intrasigentemente a Classe Trabalhdora.

Infelizmente, fui tentado pelo poder e acabei como deputado eleito pelo PS.

Ao ler o Anacleto dei conta dos meus muitos erros e decidi emendar-me. Já me demiti do PS. Mantenho o lugar de deputado porque a vida está difícil para todos desde que este governo ultra-conservador, neo-liberal da extrema-direita assumiu funções.

O que eu te queria pedir, caro Anacleto, era que me arranjasses um lugar no Anacleto (como revisor de provas ou editor da secção de culinária, p.ex.)

Se não me aceitares no Anacleto, serei obrigado a ir ganhar uns milhares de contos para uma qualquer publicação capitalista.

Cumprimentos,
Anónimo, deputado independente
Este Anacleto solicito parecer ao conselho de redacção e à comissão fiscalizadora da pureza doutrinal.

Uma Rosa Para a Caixa

Confesso que a leitura do esclarecimento do meu camarada, acerca da nomeação da popular-fascista Celeste Cardona para a CGD, aplacou a minha ira revolucionária.

Não posso, no entanto, deixar de fazer um reparo. Embora parte indispensável da estratégia de estatização da económia não podemos permitir que a CGD continue ano após ano a apresentar lucros escandalosos.

Como tal proponho que reinvidiquemos a substituição da popular-fascista Cardona pelo Camarada Rosas. Ele usará todo o seu saber para inverter essa tendência.

Justo revisionismo: não é Anacleto quem quer, mas apenas quem pode

É hoje, já, por demais evidente que O Anacleto trouxe fracturas dramáticas dentro do campo de combate à furiosa ofensiva imperialista neoliberal e neostraussiana. Ao introduzir clareza no debate ideológico, O Anacleto conduziu a realinhamentos violentíssimos no campo anti-fascista e anti-imperialista, com tomadas de posição no mínimo surpreendentes. Como muito bem notou o André (talvez o Anacleto mais Anacleto fora do Anacleto), graças ao Anacleto a esquerda voltou aos locais donde nunca deveria ter saído. E nesse regresso às bases (FUT), O Anacleto obrigou muita gente a clarificar-se. Foi o que fez o André, a que logo se tentou vergonhosamente colar o Ivan. Desesperado, perdido nas suas referências, imediatamente o Ivan procurou uma colagem oportunística ao André e, dessa forma, ao Anacleto. Precipitadamente, O Anacleto julgou então (aqui) que o Ivan estava pronto também ele a ser convidado a integrá-lo. No entanto, reunido o Praesidium do Comité do Comité Executivo Central, em conjugação com a Comissão da Direcção Operacional da Célula Regional e consultado o Grupo de Trabalho A+B+C (a dividir por Z, mas isso agora não interessa) da Divisão Orgânica Electro-cibernética, O Anacleto decidiu rever o convite que foi endereçado ao Ivan. A deliberação baseia-se nos seguintes motivos:
1 – Aburguesamento galopante, manifestado por um abuso do tempo de férias, nomeadamente as passadas no Brasil, na ilha de Fernando Noronha, uma ilha de acesso reservado e reservado só às bolsas mais cheias do dinheiro sujo da burguesia. Ivan, os trabalhadores são convidados a minar o funcionamento do sistema capitalista gozando de grande número de dias de férias, mas essa atitude não é extensível aos intelectuais. Os intelectuais devem conduzir a revolução, para tanto se revelando incansáveis nos seus esforços. E muito menos devem gozá-las em locais de predilecção da burguesia (a menos que haja uma razão estratégica para isso). Uma semanita em Quarteira ou (de preferência) na Trafaria era certamente um programa mais adequado.
2 – Um gosto inqualificável pela alienação futebolística. Uma percentagem insuportável da escrita do Ivan é gasta com futebol, desporto que (toda a gente sabe) apenas serve para alienar o povo, fazendo-o esquecer-se da luta pela conquista do poder. O futebol é o novo ópio do povo! (documento anexo aqui)
3- Um gosto inaceitável por objectos artísticos decadentes. Fotografias quase pornográficas, de actrizes ocidentais decadentes, promovendo o sexo mercantil ou o desejo gratuito (documentos anexos aqui, aqui e aqui). Incansáveis citações de artistas imperialistas norte-americanos, todas feitas (atenção!) na desprezível língua (talvez devêssemos antes chamar-lhe escarro) imperial (documentos anexos aqui e aqui).
4 – Ausência de críticas à nova ofensiva neoconservadora personificada na dupla fascista Santana-Portas. Umas poucas e tímidas críticas ao bácoro neofascista e neoimperialista George W. Bush não são suficientes para compensar uma cobarde abulia no ataque ao santano-portismo.
Por estas razões, temos de fazer a nossa primeira revisão de linha. Se antes tínhamos convidado o Ivan, agora temos de alterar a nossa posição. O Ivan, visivelmente, não está preparado para integrar O Anacleto. O Anacleto está, de resto, convicto (em face das suas anteriores posições) de que a tentativa de aproximação do Ivan não passou de uma colagem oportunística perante o desafio ideológico trazido pelo Anacleto, uma posição sem qualquer sinceridade e que não pode ser aceite por todos aqueles que defendem a única linha possível para a vitória


Assina o Praesidium do Comité do Comité Executivo Central, em conjugação com a Comissão da Direcção Operacional da Célula Regional e consultado o Grupo de Trabalho A+B+C (a dividir por Z, mas isso agora não interessa) da Divisão Orgânica Electro-cibernética do Anacleto

A direita não vê a direito



Drª Ana Drago [êxtase], Socióloga, Deputada e dirigente do Bloco de Esquerda:
A apreensão de conhecimento não se faz sem a consciência de que se está de «um lado». O caminho destes cientistas sociais é longo mas deve servir para ajudar a construir «retóricas de sentido positivo, retóricas libertadoras».

Ana Drago, 2002
Karl Marx [êxtase], filósofo:
"Os filósofos têm apenas interpretado o mundo de maneiras diferentes; a questão, porém, é transformá-lo."

Karl Marx, 1845

A entrada do CDS na CGD: Mais um passo na construção do socialismo

O Anacleto s’espanta com a histeria com que alguns Anacletos receberam a nomeação da fascista Cardona para o Conselho de Administração da CGD.

Os camaradas esquecem-se que, como explicam os camaradas Marx & Engels [êxtase] no seu Manifesto do Partido Comunista de 1848 :
”O proletariado usará a sua dominação política para arrancar a pouco e pouco todo o capital à burguesia, para centralizar todos os instrumentos de produção na mão do Estado...Para os países mais avançados... poderão ser aplicadas de um modo bastante geral as seguintes [medidas]:

...5. Centralização do crédito nas mãos do Estado, através de um banco nacional com capital de Estado e monopólio exclusivo....
Portanto, é essencial garantir que a Caixa Geral de Depósitos se mantém nas mãos do Povo Trabalhador.

Se os interesses materiais dos dirigentes dos partidos da extrema-direita ultra-conservadora e neoliberal estiverem associados à manutenção da CGD nas mãos do Estado, nunca esta conquista do Povo será submetida à sanha privatizadora neoliberal !

Portanto, camaradas, a entrada do CDS na CGD constitui mais um passo na construção do Socialismo.

Outra aritmética eleitoral é possível...


Alguns Anacletos derrotistas apressaram-se a considerar que o resultado obtido pelo Dr. João Soares tinha constituído uma derrota para as justas aspirações dos Anacletos.

Tal não corresponde à realidade: Os 3.9% obtidos pelo Dr. João Soares (a.k.a Soares, jr., a. k.a. Soares II), são um resultado verdadeiramente anaclético. Lembrem-se que os nossos 2.8% nos permitem liderar a oposição e a cobertura jornalística.

O resultado em si não deveria ser motivo de preocupação ou discussão.

As questões que de facto deveriam estar a concentrar as nossas atenções são as seguintes: como fazer a revolução pela via eleitoral (Cf. nº3.3 do Programa do PSR)? Que aperfeiçoamentos deverão ser introduzidos nos mecanismos eleitorais burgueses para garantir uma maioria absoluta progressista ?

O Anacleto lança para a discussão as seguintes ideias:

  1. Limitar o direito de voto daqueles que não constituem a "parte mais avançada dos trabalhadores, da intelectualidade, dos pequenos proprietários dos meios rurais e urbanos, da juventude estudantil".

    Esta foi um medida já implementada em Portugal no tempo da I República...com excelentes resultados.

  2. Majorar os votos dos eleitores progressistas. Seria um sistema semelhante ao que existe nos clubes de futebol. Quanto mais progressista fosse o eleitor, mais votos teria (p.ex. Otelo 10.655, Paulo Portas 0,0001).

  3. Criar um colégio eleitoral, à Americana, mas em que todos os ‘Grandes Eleitores’ fossem obrigatoriamente membros dos partidos progressistas.

  4. Seguir o exemplo do Saddam e declarar o resultado sem necessidade de contar os votos.

  5. Uma forma mais mitigada da solução anterior seria copiar o método seguido pelo Anacleto Hugo Chaves: garantir que o sistema informático de fiscalização dos resultados só fiscalizasse os círculos eleitorais que dessem mais jeito...Sim, porque os Anacletos não são infoexcluídos

  6. Outra solução de natureza informática seria utilizar o sistema desenvolvido pela COMPTA para o Ministério da Educação. A contagem de votos por via informática seria repetida tantas vezes quantas as necessárias para garantir o resultado correcto.

  7. Por último, poder-se-ia obrigar a que a contagem dos resultados fosse sempre efectuada pelos camaradas que efectuarem a contagem nas últimas eleições autárquicas em Lisboa.
Alguém que lembra de mais soluções anacléticas ?

domingo, setembro 26, 2004

Resultado Aziago

A forma como decorreu a eleição do Secretário-Geral do Partido Socialista não pode deixar de criar alguma apreensão entre os Anacletos. Apesar da estreita colaboração que mantivemos com a anterior direcção foi-nos, incompreensívelmente, negado o direito de voto. Não podemos esconder o nosso desalento com mais esta vitória da reacção.

Outro resultado deixar-nos-ia bem mais alegres.

Daniel... Me Luta Es Tu Luta

Num dos blogues lacaios do capitalismo neo-liberal, Daniel Oliveira escreveu o seguinte comentário a propósito das visitas ao Anacleto:

...Mais do que isso teve o Barnabé só no dia de ontem. E nós demos uma ajudinha ao Anacleto. Agora acabou-se, que somos contra os subsídios aos parazitas...
Mas o que é isto, Daniel? Ignorando a pouco recomendável deriva por leituras subversivas, então agora estás com divisionismos? Estás a chamar a um blogue irmão, parasita, digo, parazita?

Daniel, foram os divisionismos que impediram a esquerda de conquistar o poder nos idos anos do PREC. Os trotskystas, os marxistas, os comunistas reconstruídos, os maoistas, os sociais-fascistas, os socialistas revolucionários lutaram uns contra os outros em vez de se unirem como irmãos no combate aos fascistas da extrema-direita, que futuramente se converteram em neo-liberais globalizadores selvagens.

Não aprendeste a lição, Daniel? Daniel, o Anacleto e o Barnabé são blogues irmãos. Lutam pelos mesmos objectivos. A clarividência que ambos já demonstraram está ao mesmo nível. São almas gémeas.

Daniel... me luta es tu luta. Porque nos chamas parasi... parazitas?

E se fundíssemos os blogues, Daniel? Deixemos as nossas divergências para trás. Lutemos juntos por mostrar ao povo a racionalidade, a inteligência e a capacidade analítica das gentes de esquerda! Porque não unimos todas as forças progressistas num blogue anacleto-barnabista?

Juntemo-nos todos, trotskystas, marxistas, leninistas, maoistas e travestis. Lutemos juntos pelo mundo em que acreditamos!

Daniel, traz o teu Barnabé para o Anacleto! Mudamos o nome para Anacleto-Barnabé! Juntos, seremos invencíveis.

Daniel, vem quando queiras. E quando bateres à nossa porta, sabes que nunca te diremos:

"Ó Daniel... agora não dá!"

sábado, setembro 25, 2004

A Biologia Neo-Liberal

Camaradas, o mensagem do auto-denominado Grupo de Trabalho Heterossexual do Anacleto não passa duma farsa montada pelos inimigos das minorias que lutam pela igualdade de direitos.

É um insulto para o verdadeiro grupo GLBT falar em discriminação do grupo desviante heterossexual, cujo lobby está presente em todos os partidos de direita e ocupou sempre as cadeiras do poder. Diz-se à boca fechada que até o primeiro-ministro Santana faz parte deste lobby hetero. Um escândalo, se for verdade. (Espero não levar com um processo em cima, ao divulgar este boato...)

A nossa luta é ao lado do povo. Ainda não passou um ano desde que o camarada José Neves, da ATTAC, fez uma pungente descrição da mulher negra desempregada mãe solteira imigrante ilegal e lésbica. É aqui que nós estamos, juntamente com os dois milhões de mulheres que em Portugal fazem parte deste grupo.

A nossa outra preocupação deve ser com os gays e transgenders. Todos sabemos que as leis discriminatórias da biologia capitalista neoliberal perseguem estes cidadãos, vedando-lhes o direito à maternidade.

O Anacleto sugere desde já ao Bloco de Esquerda que apresente um conjunto de projectos de lei na Assembleia da República para ajudar estes grupos discriminados, propondo uma lei que contemple:

1. O fim da discriminação masculina da maternidade. Que sejam levantados todos os constrangimentos biocapitalistas que em pleno século XXI impedem os homens de ser mães de pleno direito.

2. O fim de todos os actuais impedimentos impostos pelas leis do capitalismo biológico globalizado à procriação livre entre homossexuais.

Para lá destes dois pontos cruciais na luta anti-discriminação de minorias perseguidas, devemos exigir que o sistema nacional de saúde dê resposta a uma exigência antiga de todos os cidadãos, o direito inalienável de todos os portugueses ao corte livre e gratuito da pilinha nos hospitais públicos.

É este o caminho que está à nossa frente e devemos preparar-nos para a luta. O combate vai ser difícil, mas acreditemos, companheiros:

Uma Outra Biologia é Possível!

sexta-feira, setembro 24, 2004

Grupo de Trabalho Heterossexual do Anacleto (GTH-Anacleto)

[SMS recebido hoje. Divulgado a pedido do autor. Este SMS não reflecte necessariamente a opinião do Anacleto.]

Camarada Anacleto,

Nós somos bons militantes do Bloco.

Consumimos drogas com frequência, participamos nas manifestações do bloco juntamente com os 6 camaradas do Ruptura/FER, estivemos acampados 3 semanas na Figueira da Foz à espera do barco, contribuímos financeiramente para a campanha das europeias, queimamos pelo menos uma bandeira dos EUA por semana, temos sempre os sprays à mão para o caso de passarmos ao pé de uma sede do CDS, fazemos pelo menos um aborto por ano e só utilizamos o sabonete quando é absolutamente necessário. Até compramos o merchandising do Bloco (o meu favorito é o jogo dos dardos com o alvo com a cara do bush de um lado e do Portas do outro).

Mas, apesar disto, somos constantemente discriminados: nunca o Bloco organizou uma iniciativa para defender os direitos dos heterossexuais. Temos que concluir que o Bloco tem vergonha dos seus militantes heterossexuais. Conhecemos casos de muitos militantes que escondem a sua heterossexualidade para não serem discriminados.

Mais, na última Escola de Verão um gajo vai pra lá todo contente mas quando lá chega só encontra matronas com mais de 55 anos e 3 meninas que estavam mais interessadas umas nas outras do que em construir o socialismo com os camaradas.

Por todos estes motivos, encontra-se em processo de formação o Grupo de Trabalho Heterossexual do Anacleto (GTH-Anacleto), tendência organizada que tem como objectivo defender os direitos da minoria heterossexual do Bloco.

Entre as actividades que pretendemos desenvolver nos próximos tempos encontram-se:

  • Festival de Orgulho Heterossexual É uma parada onde podemos exibir livremente e sem medos os nossos fatos cinzentos e as nossas gravatas sóbrias;

  • Festival de cinema heterossexual. Qual foi a última vez que vocês viu um filme onde um actor heterossexual beija uma actriz heterossexual ? E agora chegámos ao cúmulo de serem actores homossexuais a desempenharem papeis de personagens heterossexuais. Isto faz lembrar o tempo em que os papeis dos personagens pretos eram desempenhados por actores brancos com uma camada de 2.5 cm de maquilhagem em cima.
CAMARADA HETEROSSEXUAL DO BLOCO SAI DO ARMÁRIO E JUNTA-TE A NÓS.

Ass. Anónimo Anacleto
O Anacleto saúda esta iniciativa mas, infelizmente, não pode juntar-se a ela visto que somos todos GLBT.

Novas causas, novos valores: liberalização total do Pentatol

O Anacleto é também novas causas, novos valores, novos modos de vida. Diz aqui nesta folha-de-couve neoliberal que Bibi quer tomar Pentatol (o soro da verdade) durante o seu julgamento, para perder todas as inibições. Para além de não percebermos porque é que o Bibi vai ser julgado apenas por ter uma sexualidade fora da “norma”, achamos essencial a disponibilização total e livre de Pentatol à população em geral e não apenas ao Bibi. O uso de Pentatol deve ser inteiramente legalizado, nem que para isso seja necessário criar (adstritos aos centros de saúde) escritórios de distribuição gratuita de Pentatol. A população precisa de se desinibir, já! Com Pentatol a vida é LOL!

Alteração Aos Estatutos d'O Anacleto

Por decisão unânime decidi que será incluído nos Estatutos d'O Anacleto o artigo 3º dos estatutos de um partido-irmão.

Os Anacletos têm o dever de respeitar as resoluções emitidas pelos organismos competentes e a zelar pela unidade d'O Anacleto. Aos Anacletos é vedado o direito de exprimir de forma pública, nomeadamente em organizações políticas ou de massas, posições divergentes das decididas em Congresso ou pelas estruturas de direcção eleitas.


Acho que isto chega para assegurar a pluralidade interna.

NOTA MENTAL: Saber porque razão fui encontrar isto num blogue reacionário.

A imprensa neoliberal contra o Povo

O camarada Nelson, no seu sentido grito de revolta contra a manipulação da imprensa ocidental pelos fascistas pró-Bush, remete-nos para uma questão fundamental da superestrutura da sociedade capitalista.

É uma grave injustiça, e reveladora da perfídia dos inimigos do Povo, que os capitalistas detentores dos meios de comunicação social preencham as redacções quase completamente com Anacletos para depois os forçarem (através da escravatura assalariada) a defender os interesses do capital especulativo internacional. Pior ainda: o domínio da generalidade das redacções por Anacletos serve de argumento para que muitos lacaios da direita estejam constantemente a argumentar que a imprensa é dominada pela esquerda.

Esta é mais uma razão pela qual urge nacionalizar de uma vez por todas a comunicação social. Não há liberdade de expressão nem liberdade de informação numa sociedade em que há meios de comunicação social que servem os interesses do grande capital. Só com uma comunicação social totalmente controlda pelo Estado será possível educar, em liberdade, para o Socialismo.

A manipulação da imprensa ocidental pelos fascistas pró-Bush - um grito de revolta!

Camaradas, está na hora do Anacleto, e do povo em geral, se revoltarem contra a manipulação e distorção utilizadas pela imprensa internacional, ao serviço dos imperialistas americanos e os seus súbditos ingleses. É uma vergonha para o proletariado que se assista à limpeza (i)moral que se pratica em todas as notícias relativas aos civis detidos provisoriamente pelos combatentes pela liberdade do Iraque das mãos da agressão sionista-americana.
De cada vez que um desses ocupantes do solo iraquiano falece, ouvem-se as vozes a clamar a responsabilização de um eventual extremismo islâmico, enquanto os verdadeiros responsáveis pelo rapto (e eventual óbito) desses civis ficam impunes.
- Porque será que a maior parte da imprensa escrita e falada (valha-nos em Portugal a TSF) se escusa a acusar o fascista Berlusconi pelo rapto das duas missionárias italianas, Simona Pari e Simona Torretta?
- Porque será que se recusam a acusar a falta de acção de Tony Blair, ao recusar aceder aos pedidos de Kenneth Bigley para tirar as tropas britânicas do Iraque, em troca da sua vida?
- Porque não é o governo pró-imperialista do Nepal responsabilizado pela morte dos 12 cidadãos que trabalhavam para uma companhia jordana?
- Porque não é o governo pró-ocidental turco responsabilizado pelo rapto e morte de Murat Yuce, que trabalhava numa empresa de limpeza do mesmo país?
- Porque não é o traidor governo do Paquistão, que chegou a pensar em enviar tropas para o Iraque, responsabilizado pelo rapto e morte de Raja Azad e Sajad Naeem, trabalhadores numa empresa do Kuwait?
- Porque é que ninguém aponta os factos positivos e as vitórias do real espírito socialista e democrata como a libertação do camionista filipino, após o governo deste país concordar com as exigências e proceder à retirada dos seus 51 soldados do Iraque?
- Porque não são responsabilizados os governos búlgaro (Georgi Lazov e Ivaylo Kepov), sul-coreano (Kim Sun-il), libanês (Hussein Ali Alyan), italiano (Fabrizio Quattrocchi, Enzo Baldoni) etc...

E por aí fora...onde parará esta terrível hipocrisia dos meios de comunicação ocidentais? O povo, de uma forma geral, não pode deixar passar estas acções impunemente. Urge nacionalizar a comunicação social de modo a que esta, livremente, possa agir para a educação e socialização do povo português.

Parafraseando o grande Michael Moore:

"The Iraqis who have risen up against the occupation are not "insurgents" or "terrorists" or "The Enemy." They are the REVOLUTION, the Minutemen, and their numbers will grow -- and they will win..."

Para acabar com esta manipulação da informação por parte dos media, o Anacleto realizará uma conferência de imprensa, marcada por SMS, para a porta da Assembleia da República, pelas 22:30 de hoje. A seguir, está marcada uma romaria ao Bairro Alto para o habitual convívio.

Momento infantil

O José Mário Silva é uma referência histórica do Anacleto. Ele afrontou sózinho a fúria ultraconservadora neoliberal durante o largo período em que esteve exilado na blogosfera. Apesar de alguns desvios pequeno-burgueses e das pretensões intelectuais, o Anacleto continua a admirar o Zé Mário.

Seguindo o exemplo do Zé Mário, passaremos a publicar cartoons no Anacleto. O Cartoon que se segue foi obtido no site dos nossos camaradas da Base-FUT.

É uma lição de economia que se devia ensinar às crianças pequenas.

Camarada, se tens filhos pequenos, depois da História da Carochinha, mas antes da História do Capuchinho Vermelho, conta-lhes esta história:


Não Vamos Dar Trunfos ao Inimigo

Camaradas do BE de Almada, tenham mais cuidado com os comunicados.

Quando vocês escrevem que "o serviço de urgências do Hospital de Almada não oferece um mínimo de condições de dignidade aos utentes e seus familiares, assim como aos técnicos de saúde que nele trabalham" estão mesmo a pedir para que um sacana de um neo-liberal venha dizer que a culpa é do SNS!

Como já aqui dissemos não se ponham com grandes elaborações. O discurso revolucionário é directo: "Luis Filipe Pereira, vai para a Madeira" ou "Os Hospitais são do povo, Santana pró Kosovo".

Recrutamento de quadros

À secção de recrutamento de quadros do Anacleto,

A propósito da recente proposta de recrutamento da Ana Gomes, chamo a atenção para as instruções do nosso querido líder sobre essa matéria:

Em 19/12/1999, em entrevista concedida pelo Prof. Doutor Francisco Louçã [vénia], pode ler-se:
Entrevistador - Alguns daqueles que foram jovens no 25 de Abril e eram entusiastas da revolução são hoje ministros e secretários de estado, mas não há antigos militantes da LCI no aparelho de Estado. Porquê?

Prof. Doutor Francisco Louçã - Não, não há, ainda temos essa boa prova no curriculum. Isso acontece, a meu ver, por uma questão de consistência política.
Ora, a Drª Ana Gomes não tem qualquer consistência política visto ter desempenhado já altos cargos no aparelho do Estado. Portanto, este Anacleto vota contra [braço no ar].

Chamo, no entanto, a atenção para o excelente desempenho do Prof. Doutor Eduardo Prado Coelho no Público de hoje:
"Segundo princípios liberais que o Governo procura seguir à risca (e que são em muitos aspectos mais do ultraliberalismo do que da tradição liberal)..."
Deverá ser considerada a admissão do Anacleto Prado Coelho na próxima reunião de direcção.

À consideração superior.

SMS

Tahs a ver Ana. O Andreh diz kakilo eh a sehrio!

A Blogosfera

Nestes primeiros dias de acção directa, o Anacleto tem prestado pouca atenção à blogosfera. A falta é nossa. As instruções recebidas da 4ª Internacional incidiam, desde o início, na necesssidade permanente de análise e divulgação do descentramento e enviezamento da Blogosfera à direita conservadora neo-liberal.

Em breve, o Anacleto analisará os principais blogs portugueses e sempre que necessário desvendará intenções ocultas, eventuais comportamentos desviantes dos blogues de esquerda, sem se esquecer de denunciar sem rodeios os comportamentos dos blogues da extrema direita capitalista globalizadora neo-liberal.

Para já, falemos no melhor de todos os blogues.

Ele tem um quociente de inteligência digno do camarada Miguel Urbano; o seu sentido de humor é apurado e faz lembrar o sempre bem disposto Anacleto Louçã; a capacidade de interpretação do mundo está ao nível do melhor que a esquerda é capaz. A sagacidade política recorda-nos Bernardino Soares. Ele é o melhor dos blogues de esquerda. Chama-se Anti Direita Portuguesa. Vale a pena ler.

PS: Esclarecemos os nossos leitores que o Anti-Direita Portuguesa é um blogue sério. Alguns companheiros sugeriram que aquilo era uma sátira feita por fascistas neoliberais com o objectivo único de denegrir a esquerda. Esses camaradas devem pedir ajuda ao camarada André Belo que, melhor que ninguém, percebe as motivações dos autores dos blogues revolucionários.

O que é que o Barnabé não tem

[recebemos agora mesmo este SMS que passamos a divulgar. O conteúdo do SMS não reflecte necessariamente a opinão do Anacleto]

Caro Anacleto,

Tenho sido um fiel leitor do Barnabé desde a sua concepção o seu nascimento.

Mas desde que o Anacleto surgiu na blogosfera percebi finalmente que me andavam a servir gato por lebre.

O Barnabé tem vergonha das bases do partido ! O Barnabé tem vergonha das ideias progressistas que nos animam !

Nem por uma vez o Barnabé falou da ditadura do proletariado, da luta de classes, do socialismo, do comunismo, da revolução social, da sociedade sem classes, etc...

Inicialmente, pensei que esta política editorial do Barnabé fosse uma aposta táctica para tentar vencer a natural desconfiança da burguesia. Ou então, pensava Eu, talvez fosse uma táctica para infiltrar o aparelho do Estado e os corredores do poder.

Mas não. De facto, o Barnabé tem vergonha daqueles que puseram o Bloco a dois passos do poder.

Estou a falar de mim e dos 5 militantes da Ruptura/FER que enchem os comicios do bloco.

Estou a falar dos 9 elementos da secção de Setúbal da UDP que cancelaram a excursão anual à Albânia para encherem a II Escola de Verão.

Estou a falar dos milhares e milhares de militantes que contribuíram financeiramente para a campanha das europeias e que agora contribuem para pagar as prestações do empréstimo bancário utilizado para deslocalizar o Dr. Miguel Portas para Bruxelas.

Estou a falar dos milhares de militantes que aguardam paciente mas ansiosamente o reinicio do PREC e que estão dispostos a dar a vida pela causa.

O Barnabé, na sua ânsia de construir pontes que o conduzam à respeitabilidade burguesa e ao poder, esqueceu os verdadeiros militantes do bloco.

Os verdadeiros militante não se revêm nos posts do Barnabé.

Só o Anacleto é revolucionário.

Bem hajam,

Ass. Anacleto

Não, André, O Anacleto não é um problema sério. O Anacleto é um caso muuuiito sério

Tens toda a razão, André, O Anacleto também está farto do tom jocoso com que as suas directivas incitando à revolução mundial têm sido recebidas da parte de neoliberais encapotados como o Daniel e o Luís. Estamos num momento dramático de escolha, e já todos percebemos que O Anacleto é a charneira: ou estamos com O Anacleto pela revolução (Bagão és um parvalhão!) ou estamos com a cáfila reaccionária e neoliberal de que o mundo está infectado (Santana és um sacana!).
É isso mesmo, há quanto tempo (quer dizer, no período AA - Antes do Anacleto) não cotejamos as nossas ideias com as da Base-FUT? Há quanto tempo não lemos Bourdieu? Está na altura de regressarmos aos verdadeiros princípios. E só no Anacleto isso pode ser feito. Só no Anacleto não sentimos vergonha por Cuba e só no Anacleto podemos recordar o tão vilipendiado e saudoso regime soviético.
É por isso que não percebemos o que fazes aí nesse blogue pequeno-burguês de fachada neostraussiana. Junta-te a nós, liberta-te e estarás a dar o primeiro passo para a libertação mundial.
(e tu também, Ivan)

Quero Ver Como Se Safam Desta

É desta. Estão feitos. A propaganda bushista não escapa à vigilância revolucionária. A Dra Ana Gomes também desmente o artigo do New York Times e diz que "a situação se agrava" no Afeganistão.

NOTA: Mas não se esqueçam que foi o camarada Portas quem o disse primeiro!

RECADO PARA OS ANACLETOS: Deviamos propor a Dra Ana Gomes para "Anacleta Honorária". Acham bem?

Pedimos desculpa pela interrupção. O PREC volta dentro de momentos...

O Anacleto esqueceu-se de visitar o site da Ruptura/FER durante a o processo de elaboração do nosso Minifesto. Como forma de se redimir desta falha - foi uma falha informática... -, o Anacleto passa desde já a apresentar a Ruptura/FER:
"O Ruptura/FER-Frente de Esquerda revolucionária nasceu da unificação entre a corrente marxista revolucionária que intervém em Portugal desde 1974 e que nos últimos anos se organizou na FER, e os activistas do Movimento Ruptura...O Ruptura/FER é a secção portuguesa da Liga Internacional dos Trabalhadores (IV Internacional). É no marco desta organização internacional que luta por uma sociedade socialista, onde o poder seja exercido democraticamente pelos trabalhadores. Os membros do Ruptura/FER fazem parte do Bloco de Esquerda, impulsionando o debate político e a sua construção."
No editorial do Jornal da FER de Abril 2004, que tem como título 'A revolução congelada', pode ler-se:
"A revolução desencadeada após o 25 de Abril de 1974 ficou a meio caminho. Os seus protagonistas, o movimento operário e o movimento popular, organizados em comissões de trabalhadores, UCP’s (Unidades Colectivas de Produção - Reforma Agrária), comissões de moradores e comissões de soldados e marinheiros não tiveram uma direcção revolucionária que promovesse a sua unidade e centralização de forma a que se assumissem como um verdadeiro poder alternativo à escala nacional e ocupassem o vazio de poder político que chegou a existir em diversos momentos...No Portugal de 1975 estiveram reunidas condições objectivas básicas para mudar a situação de vida da população trabalhadora e dar início a um processo revolucionário...Essa oportunidade perdeu-se...

...Hoje, para evitar que no futuro se volte a estrangular uma revolução, é necessário continuar o combate pela construção de uma organização revolucionária que possa intervir à altura das exigências que uma crise social revolucionária venha a colocar. Este é o principal desafio que está colocado aos lutadores anticapitalistas.
"
O Anacleto, líder natural da referida "organização revolucionária", saberá assumir as suas responsabilidades quando a "crise social revolucionária" rebentar..até à Vitória, Sempre.

quinta-feira, setembro 23, 2004

Ganhar a batalha da produção

O nosso camarada agente secreto Pacheco Pereira, há tantos anos infiltrado no PSD, e que ultimamento tão bons serviços tem prestado à causa, ainda não deu pela existência do Anacleto.

Vá lá que é para ver se a gente chega às 10.000 visitas até ao final da semana.

Artista Convidado.

Ladies and Gentlemen, o Exmo. Miguel Urbano Rodrigues.

(Dedicado a jmf, das Terras do Nunca, que pensa que revolucionários como nós já não existem, uma heresia revolucionária.)

Citações da Intervenção no Encontro Internacional «Civilização ou Barbárie», realizado em Serpa em 24 de Setembro de 2004.

"No final do século XX um vento de pessimismo varreu o planeta.... ...Quando a União Soviética desapareceu e a Rússia galopou para o capitalismo, a teoria do Fim da Historia correu pelo mundo... ...Mas a euforia das forças obscurantistas durou pouco. A cadeia de protestos contra o capitalismo globalizado, iniciada em Seattle, ficou a assinalar o regresso da esperança . De repente, o panorama mudou."

"...estamos a ser testemunhas de um renascimento do espírito revolucionário, com destaque para uma reflexão criadora sobre o marxismo."

"Milhões de explorados apercebem-se de que o capitalismo se tornou um factor de regressão absoluta da humanidade."

"O velho brado antinómico de Rosa Luxemburgo «Socialismo ou Barbárie» não perdeu actualidade."

"...o sistema de poder que ameaça mergulhar o mundo na barbárie apresenta-se como o campeão da luta contra o terrorismo e faz dela a primeira prioridade da sua estratégia."

"...é a política imperial neonazi de Washington a responsável pela proliferação de atentados terroristas..."

"...Na crise global que vivemos a frente principal no confronto com o imperialismo ... ... situa-se actualmente no Oriente Médio e na Ásia Central, no triângulo Iraque-Afeganistão-Palestina."

"Foi impossível ocultar ao povo dos EUA uma série de derrotas. A de Faluja foi a mais chocante. ... Numa tentativa de esconder o fracasso, o Pentágono informou que retirara as suas forças após um acordo que normalizara a situação na área. Na realidade ocorreu uma capitulação humilhante. O comando norte-americano teve de pedir à Resistência que autorizasse a saída do material pesado da cidade e a garantia de que as suas tropas não seriam atacadas durante a retirada. Hoje Faluja é uma cidade praticamente libertada no Iraque. Por isso é bombardeada com frequência."

"A guerra do Iraque assume cada vez mais os contornos de uma guerra perdida. ... Mais de 1500 soldados e oficiais receberam já tratamento psiquiátrico. O número de suicídios cresce e trinta militares, ao regressarem aos EUA, mataram as mulheres e os filhos."

"A Venezuela emerge hoje na América Latina como um laboratório social efervescente no qual se desenvolve uma luta de classes como o mundo não conhecia, pela duração e intensidade, desde as revoluções russas de 1917."

"Quanto à sobrevivência das guerrilhas na Colômbia, constitui um pesadelo para o Pentágono. A luta das FARC-EP, sobretudo, confirma que em determinadas situações históricas, geográficas e sociais excepcionais, a luta armada continua a ser possível na América Latina."

"Cuba é o terceiro vértice do triângulo que preocupa os estrategos estadunidenses. O povo da Ilha não se submete, não abdica do direito de construir e defender o socialismo."

"Cuba é o único pais do Hemisfério onde o direito á vida, à saúde, à educação ,à cultura é pilar de um conceito revolucionário dos direitos humanos que não é farisaico como o das democracias formais do mundo capitalista."

"...as ultimas medidas do governo Bush, reforçando o bloqueio e impondo sanções incompatíveis com o direito internacional, visam a asfixiar economicamente a pátria de Martí e Fidel. Configuram uma política definidora de um estado pirata. Daí a necessidade de ampliar a solidariedade com o heróico povo cubano."

"Ou o capitalismo, na sua fase senil, destrui a civilização, empurrando a humanidade para a barbárie (ou a extinção) ou o capitalismo é erradicado, desaparece."

"O estudo em profundidade do terremoto que levou à implosão da URSS, uma tragédia para a humanidade, apenas principiou."

"Em Portugal o processo desenvolveu-se tanto por iniciativa de governos do PS como de partidos da direita quimicamente pura, empenhados uns e outros em destruir as nacionalizações e a reforma agraria e em aniquilar conquistas dos trabalhadores alcançadas durante o período revolucionário do general Vasco Gonçalves."

"A tarefa principal dos partidos revolucionários que lutam contra o capitalismo globalizado deveria consistir hoje em trabalhar pelo fortalecimento e ampliação das forças que combatem o imperialismo, hegemonizado pelo sistema de poder neonazi dos EUA."

"As condições objectivas são favoráveis no momento em que o povo do Iraque, numa resistência que assume as proporções de uma insurreição contra os invasores, surge como herói colectivo, batendo-se pela humanidade inteira."

"A alternativa Socialismo ou Barbárie é, por si só, definidora de uma época simultaneamente trágica e fascinante. Se conseguirmos travar a marcha para o abismo, o homem poderá, finalmente, caminhar pelas grandes alamedas de acesso a um mundo que responda a aspirações eternas da sua condição."

"É indispensável derrotar um monstruoso sistema de dominação, um IV Reich em formação."
Os camaradas do blgue estão maravilhados. Se alguém tiver uma foto deste homem, envie para o nosso e-mail, por favor. Este brilhante pensador tem lugar na galeria de honra dos Anacletos por mérito próprio. Grande Miguel, tu és um Anacleto!

Update: A revolução tem muitos braços. A foto foi-nos enviada. Estava nos arquivos do KGB.

Relatório: Nova vitória na frente informática!

Está na altura de revelar ao mundo que é O Anacleto quem está por detrás de dois dos mais espectaculares falhanços infomáticos dos últimos dias: primeiro, o do Ministério da Educação (Santana és um sacana, Bagão és um parvalhão); agora, o da Lufthansa, que obrigou a que 60 voos desse expoente da globalização neofascista e neostraussiana ficassem em terra.
Não revelamos futuros alvos, mas discretamente avisamos o tenebroso governo interino do Iraque e a neo-totalitária-fascizante (de fachada pequeno-burguesa) Coca-Cola (25 de Abril, sempre, fascismo nunca mais!) para estarem atentos. E mais não dizemos, não é Pedro?

O New York Times mente ! O Dr. Miguel Portas é boa gente !

O New York Times, esse megafone do capitalismo globalizante, do imperialismo bushista e da contra-reforma conservadora, permite-se contradizer o nosso querido líder Dr. Miguel Portas, Economista [genuflexão]. De acordo com o NYT de hoje (23/9):
"...Five years ago, the Taliban and its Al Qaeda allies were at the height of their power. They had turned Afghanistan into a terrorist state, with more than a dozen training camps churning out thousands of jihadist graduates every year.

The scene was very different this time around.

...As I toured other parts of the country, the image that I was prepared for - that of a nation wracked by competing warlords and in danger of degenerating into a Colombia-style narcostate - never materialized...most of the important militia leaders, like Gen. Abdul Rashid Dostum of the Uzbek community in the country's north, have shed their battle fatigues for the business attire of the politicians they hope to become...

...some three million refugees have returned to Afghanistan since the fall of the Taliban. Kabul, the capital, is now one of the fastest-growing cities in the world...

...in a poll taken this summer by the International Republican Institute, four out of five respondents also said things are better than they were two years ago. Despite dire predictions from many Westerners, the presidential election, scheduled for Oct. 9, now looks promising. Ten million Afghans have registered to vote, far more than were anticipated, and almost half of those who have signed up are women. Indeed, one of the 18 candidates for president is a woman...

...The remnants of the Taliban are doing what they can to disrupt the coming election, but their attacks...are sporadic and strategically ineffective...
"
Ora, isto é manifestamente falso. É um artigo de propaganda que tem como objectivo influenciar as eleições americanas. O Dr. Miguel Portas, economista, [genuflexão] afirma claramente que:
"No Afeganistão, a guerra é de baixa intensidade e as eleições são uma mera compra de votos aos grandes eleitores da terra - os chefes tribais. Por lá, todos se fingem democratas: os que colocam o voto da tribo na bolsa de valores, os candidatos que os adquirem e as multinacionais que os financiam." (Diário de Notícias, 23/09/2004, p.9)

Aqui Não Brincamos Com Coisa Sérias

A companheira de luta Ana Margarida voltou a escrever num comentário no B-D-E que o Anacleto não tem piada nenhuma. Ora isto já cansa.

De uma vez por todas, entendam que o Anacleto é um blogue sério. Porque, camaradas, compreendam de uma vez por todas: a luta contra a globalização neo-liberal dos ultraconservadores da extrema direita é para ser feita com o punho cerrado e não com o sorriso aberto!

O Nosso Homem em Washington



As coisas estão difíceis. O Bush vai à frente nas sondagens e o Kerry resolveu agora aconselhar-se com o neo-conservador Bill Clinton. O Dr. Miguel Portas [vénia] dá também uma ajudinha...e faz uma profecia:
"...a disputa exige a cambalhota [N.B. Cambalhota - 360 graus; reviravolta - 180 graus]. O candidato democrata só terá alguma chance de recuperar o seu atraso, se polarizar o voto de quem está contra a ocupação...Nesta eleição, o idiota acabará por vencer..." (Diário de Notícias, 23/09/2004, p.9)
Anacletos, naturalizem-se americanos e votem Kerry nas próximas eleições.

P.S. Aos serviços administrativos do CC: Eu disse para traduzirem a crónica em Americano. Em Albanês não me serve para nada !

Solidariedade para com o Companheiro Abrunhosa

O fascista Rui Rio impediu um dos mais relevantes expoentes da cultura nacional de mostrar toda a sua arte ao público do Porto.

O companheiro Abrunhosa já tratou de pôr o fascista no seu lugar:


"Estou a ser impedido de actuar na minha cidade por razões políticas. É uma situação semelhante ao que acontecia no tempo do Estado Novo, como no do McCarthismo, nos Estados Unidos, ou o do nazismo, na Alemanha de Hitler."
É isso aí, Pedro. Aqui no Anacleto gostamos de ti. Até tens direito a uma fotografia na nossa galeria de honra porque tu és um expoente do pensamento político Anacleto. A tua superior inteligência permitiu-te descortinar aquilo que nós já desconfiávamos há algum tempo: Rui Rio é o Hitler dos tempos modernos.

Ah, grande Pedro! Além de seres um grande artista és um grande pensador. A tua sagacidade política é fantástica e já atinge quase 10% da qualidade da tua voz.

A tua luta é a nossa luta, Pedro.

Temos que transformar Portugal num país em que os artistas tenham a liberdade de se exprimir. Exigimos para Portugal um ambiente de liberdade criativa igual ao experimentado pelos artistas que viveram as experiências socialistas.

Temos que exigir que os políticos que sejam insultados por artistas tenham a obrigação de contratá-los.

Todos a enviar SMSs de apoio ao Pedro: "Rio cabra ranhosa, contrata o Abrunhosa". "Rui é fascista, o Pedro é artista"."Rio, tudo o que te dou é um murro nas trombas". Vamos nessa.

BdE

Por causa do nome, muita gente de esquerda visita o BdE.

Mas a Classe Trabalhora chega ao BdE e é confrontado com os textos do intelectual revisionista pequeno burguês Luís Rainha.

A classe trabalhadora não se revê no BdE. A Classe Trabalhadora não percebe o que se escreve no BdE. Aquilo é tudo menino fino a brincar aos intelectuais.

Depois está-se mesmo ver: A Classe Trabalhadora desmobiliza e o país torna-se num imenso latinfúndio à mercê do ilegítimo e anti-democrático governo da extrema-direita neoliberal que nos desgoverna.

Apenas o Anacleto fornece aquilo que a Classe Trabalhadora necessita.

Aqui não entramos em revisionismos nem em desvios pequeno-burgueses. Aqui não temos medo de empunhar a bandeira vermelha e sair para a rua para realizar a ditadura do proletariado, desenvolver o agro-mar português, combater o M$ Office e promover a inclusão das medicinas alternativas no SNS.

Sejamos Sérios

Num post em que o camarada Rainha se entregava a um saudável exercício de autocrítica uma leitora deixou o seguinte comentário:

Tenho estado a ler este "Anacleto" e, sinceramente, ainda nao me consegui rir.


Nenhum de nós o consegue, camarada. Qualquer anacleto que se preze leva estes textos a sério!

A Política de educação da extrema-direita neoliberal: antes e depois

Antes da ilegítima chegada ao poder da contra-reforma conservadora, monetarista, autoritária e desreguladora, Portugal tinha um dos melhores sistemas de educação pública da Europa. O Prof. Doutor Fernando Rosas [vénia], historiador, descreve o "antes"::
"...a política de educação, especialmente ao nível do ensino básico e secundário, depara com graves impasses. Altíssimos níveis de abandono e de insucesso escolar, iletracia, insegurança e excesso de alunos em número crescente de escolas urbanas, ausência de meios para integrar as minorias, desorçamentação das escolas, baixas expectativas para os alunos oriundos das classes pobres..."
Depois da entrada em funções deste governo iletrado, irresponsável e infoexcluído o sistema de educação português transformou-se num caos.

A Prevenção é Uma Arma do Povo

É inadmissível a forma como um reacionário personagem de ficção tratou a intervenção do nosso camarada João Teixeira Lopes a propósito do novo Código da Estrada.

Já no "ABC do Materialismo Dialético" Trotsky afirmava:

"A sinistralidade rodoviária é um sintoma da falência do modelo capitalista. Ao reprimirmos o proletário motorizado estamos a impedi-lo de exprimir a sua angustia e a fazer o jogo da contra-revolução.

Aos verdadeiros representantes do povo cabe o papel de educar as massas operárias. Não apenas no materialismo dialético como também no Código da Estrada. Outra medida interessante seria instituir o "Dia Sem Carros" [1].


Era a isto que o camarada Lopes se referia na sua intervenção. Não devemos reprimir ainda mais as massas oprimidas. Como tal o camarada Rosas irá realizar uma serie de conferências, por todo o país, intituladas "Previne-te, Pá!".


[1] Queria, neste ponto, realçar as capacidades premonitórias do camarada Trotsky.

Campanha a favor da criminalização do consumo da carne

Na sequência do sucesso da campanha a favor do vegetarianismo, o Anacleto, sempre na vanguarda da classe trabalhadora, irá lançar uma campanha a favor da criminalização do consumo da carne.

Slogan: NÃO COMAM CARNE, TOMEM DROGAS.

Envia já um SMS.

As Mãos Ensanguentadas de Berlusconi

Mais uma vez Berlusconi, o lacaio de Bush, matou. Tudo indica que as duas jovens italianas que estavam ao cuidado da resistência iraquiana terão perdido a vida. O assassino Berlusconi, apesar de saber que bastava uma ordem sua para salvar a vida das duas jovens, ignorou todos os apelos e, dando provas de um prova de tremendo autismo, recusou-se a retirar o exército de ocupação italiano do Iraque condenando as duas jovens à morte.

O Anacleto manifesta-se desde já a sua indignação e revolta com esta demonstração de crueldade do criminoso Berlusconi. O Anacleto está ao lado dos freedom figthers na sua luta de libertação do povo martirizado do Iraque.

As organizações de resistência ao invasor já anunciaram que continuarão a praticar actos legítimos de retenção de infiéis, acompanhados de eficazes acções militares de dilaceração de corpos de cidadãos anónimos.

Diga NÃO ao pecado da carne; A Esquerda não gosta de carne

A sociedade neoliberal em que vivemos trata os animais como de animais se tratassem.

A discriminação que a extrema-direita conservadora neoliberal pratica em relação às espécies mais desfavorecidas horroriza qualquer pessoa bem formada (i.e. de esquerda).

Nos países civilizados as Classes Trabalhadoras começam a consciencializar-se da necessidade de lutar pelos direitos dos Animais como outrora se lutou pelos direitos dos escravos, das mulheres e dos homossexuais.

O Anacleto junta-se a esta grande corrente de solidariedade e promove neste site (e através de MMS) a campanha lançada pela PETA (People for the Ethical Treatment of Animals). Esta campanha pretende promover o vegetarianismo e defender os animais.

P.S. Dúvida doutrinal: será que os animais fazem parte da classe trabalhadora.

ADVERTÊNCIA À CLASSE TRABALHADORA: As sondagens mentem; só a Esquerda diz a verdade

De acordo com supostas sondagens realizadas nos EUA por empresas multinacionais capitalistas a soldo do imperialismo americano (passe a repetição), não só o Bush II está à frente como o Povo americano considera que a ilegal invasão do Iraque será um sucesso:
"Forty-five percent (45%) of Americans say that, in the long run, our mission in Iraq will be considered a success. Forty-one percent (41%) disagree and say it will be considered a failure."
Felizmente para nós e infelizmente para a classe trabalhadora americana, o Dr. Miguel Portas [vénia] repõe a verdade dos factos:
"Estou convencido que uma larga maioria dos americanos sabe que nunca se devia ter ocupado o Iraque." (Diário de Notícias, 23/09/2004, p.9)
Contra factos não há argumentos. Camaradas Anacletos, é urgente traduzir as crónicas do Dr. Miguel Portas para Americano.

P.S. Quando é que as empresas de sondagens compreendem que sem elas não se fará a Revolução ? Quando é que as empresas de sondagens limitarão os seus estudos à "parte mais avançada dos trabalhadores, da intelectualidade, dos pequenos proprietários dos meios rurais e urbanos, da juventude estudantil". Caso isso não seja possível, excluam-se pelo menos todos aqueles que não fazem parte da Classe Trabalhadora.

Noam, a mim ninguém me engana: foi o Bush que acabou com a URSS (Bush = Hitler)

Por falar em valores seguros, quem nunca nos deixará ficar mal é o nosso guru Noam Chomsky. Mostro só duas das mais lúcidas posições sobre a miséria deste mundo entregue ao fascismo neo-globalizador e ao liberalismo neo-fascista que se podem ler no blog dele. Por exemplo, sobre Cuba, Noam mostra-nos que, se pudesse, Bush já teria invadido (Noam prefere a palavra "estrangulado") a ilha dos resistentes. Razões? É muito fácil:

O sistema de saúde cubano é um espinho cravado no lado de Washington, bem como a sua indústria biotécnica. (...) [No entanto,] um ataque a Cuba é improvável, a menos que haja uma tal erosão interna que já não exista defesa signficativa contra uma invasão. Mesmo os falcões da administração percebem que não faz muito sentido atacar alguém que se consegue defender a si mesmo

Não é só a indústria biotécnica cubana, Noam, é sobretudo a indústria bioética, com a prosperidade, a abundância e a liberdade sexual (aqui é preciso pagar qualquer coisa, mas O Anacleto está consciente das correcções ao sistema que será necessário fazer no futuro) que vigoram em Cuba.

Depois, mostra-nos Noam como sempre foi repugnante a política externa do monstro ianque. A seguir a ter demonstrado que Bush (ou lá quem era) colaborou com os nazis durante a II Guerra Mundial, mostra-no como Reagan (ou lá quem era) atacou cobardemente a URSS em 1918:

[Os EUA] intervieram [na Rússia], juntamente com outros poderes ocidentais, em 1918 (...). A intervenção foi bastante do tipo Norte-Sul (...): os Bolcheviques estavam a prosseguir um caminho de desenvolvimento independente naquilo que tinha sido uma colónia virtual do Ocidente, o que é intolerável em si mesmo, e para além disso havia grande receio, até aos anos 60, que esse desenvolvimento fosse tão bem sucedido que pudesse servir de modelo para outros, mesmo nos países industriais. (...) A estrutura da relação e conflito não é muito diferente de uma série de países do terceiro mundo que se deslocaram para o que pode ser chamado internamente "desafio bem-sucedido" e um possível modelo para os outros, [sendo esta] a razão básica para a intervenção militar, a subversão, o terror e o estrangulamento económico [por parte dos EUA]

É isso mesmo. Destruída a matriz, resta consolarmo-nos com modelos como o Irão, a Coreia do Norte, com alguma sorte a Venezuela ou o Brasil. Com eles, ainda há esperança no mundo. Triunfaremos, Noam, triunfaremos. Não podemos é desistir.

Correcções. É preciso estar atento

É convicção do Anacleto que certas pessoas nunca nos desiludirão. Miguel Portas, por exemplo. Na sua coluna semanal do DN, Miguel faz a mais clara e sistemática denúncia do imperialismo neo-fascista de Bush e lacaios (como o sacana do Santana ou aquele animal do Luís Filipe Pereira, sim, o gajo da saúde, que está a mando do complexo-industrial americano para envenenar o abastecimento de água da região Amadora-Sintra). Mas houve uma coisinha que não gostei do artigo do Miguel. É quando ele fala do rapto de trabalhadores estrangeiros no Iraque e menciona "trabalhadores pagos a peso de ouro pelas companhias de 'reconstrução'". Miguel, isto é muito simples: não há trabalhadores pagos a peso de ouro, todo o trabalhador é explorado e vítima da globalização neoliberal. O trabalhador não é pago a peso de ouro, mas sugado até ao tutano. Tem mais cuidado da próxima vez, está bem?

Clarificação

Constou a'O Anacleto que a acção realizada por alguns camaradas, o fim-de-semana passado, no Campo Pequeno está a causar alguma apreensão.

A título de exemplo, um camarada ribatejano afirmava que as touradas nada mais eram que uma alegoria da apropriação colectiva dos meios de produção. Outro, barranquenho, afirmava que a pega dos forcados representava a vitória do povo sobre a besta fascista.

Não podemos permitir divisionismos entre o proletariado. Urge esclarecer o propósito desta acção.

Como é do vosso conhecimento, desde a revolução dos cravos que, o Campo Pequeno ocupa um lugar de honra no panteão anacleto-revolucionário. Era lá que o camarada Otelo (um anacleto por excelência!) pretendia realizar as sessões de doutrinação para fascistas empedernidos.

Com a ofensiva contra-revolucionária fascista neo-liberal em curso torna-se urgente recuperar a ideia do camarada Otelo. O Anacleto tentou, repetidas vezes, resevar aquele espaço. Foi-nos dito que "não h[aviam] datas disponíveis" e que as "corridas de touros t[inham] preferência". Perante a recusa do proprietário (argh!) em compreender a dinâmica da luta popular decidimos passar à acção. A revolução não pode ficar à espera de uma qualquer desmarcação do Pedrito de Portugal.

A verdade a que temos direito

As forças conservadoras da extrema-direita neoliberal continuam a apertar o cerco à "parte mais avançada dos trabalhadores, da intelectualidade, dos pequenos proprietários dos meios rurais e urbanos, da juventude estudantil". Ou seja, ao Anacleto.

De facto, desde o momento em que O Anacleto viu a luz do dia, não mais os nossos jornais publicaram uma simples palavra do nosso querido líder. Os jornalistas, antes tão ávidos do verbo do Prof. Doutor Francisco Louçã [vénia], desdenham agora o seu conselho e expulsam-no das páginas dos jornais. E logo agora que a sua voz sábia é tão necessária a este Portugal mergulhado num autêntico caos governativo...

Não é a primeira vez que esta situação ocorre. Já em 19/12/1999, o Prof. Doutor Louçã [vénia], denunciava esta situação :
"...as campanhas eleitorais do PSR deixaram praticamente de ser cobertas pela comunicação social. Temos um quarto dos votos do CDS. Eu fui entrevistado pela televisão uma vez,...e ninguém pode dizer que os dirigentes do CDS foram entrevistados quatro vezes aquilo que eu fui. A comunicação social escolhe os seus Santanas Lopes. Até prefiro que seja assim, assim o PSR não pode depender de estrelas mediáticas...e de cumplicidades."
Como explica o Prof. Doutor Francisco Louçã, a comunicação social deve respeitar a vontade popular expressa nas eleições. Os jornais devem devem conceder ao BE 2.8% do espaço do seu noticiário político. O que aconteceu nos últimos dias é uma clara violação da vontade popular.

Camaradas jornalistas ponham a mão na consciência. A Revolução não se pode fazer sem vós.


quarta-feira, setembro 22, 2004

Jantar-Convívio

Amanhã à noite na Sociedade Filarmónica União Piedense. Debate entre o camarada Francisco Anacleto Louçã e o camarada Fernando Anacleto Rosas. Tema: O que é que o Anacleto tem que é diferente dos outros? Não faltes! Divulga! Envia 50 SMS aos teus amigos! Vamos consciencializar por aí ...

Este é o Anacleto

Camarada Jorge, li agora a tua mensagem de boas vindas a'O Anacleto. Agradeço a tua saudação revolucionária mas não posso deixar de lhe fazer uns reparos.

Ao contrário do que afirmas este blogue não é obra dos ultra-direitistas neo-liberais e fascistas globalizadores que referes. O Anacleto é OBRA DO POVO. Foi idealizado numa sessão de POESIA OPERÁRIA organizada pela Câmara de Almada. A sua estrutura é obra do TRABALHO VOLUNTÁRIO DOS OPERÁRIOS e os que aqui escrevem são humildes FILHOS DO POVO. Mas nada disto teria sido possível sem a superior orientação do CAMARADA FRANCISCO ANACLETO LOUÇÃ.

O nosso objectivo é doutrinar as MASSAS TRABALHADORAS e ser um pólo dinamizador da UNIDADE POPULAR. Para tal contamos organizar JANTARES-CONVÍVIO todas as Quintas na Sociedade Filarmónica União Piedense. Uma vez por mês contamos com a presença de ARTISTAS POPULARES.

Há um traidor entre nós ! Purga Já !

Camaradas Anacletos,

Há um traidor entre nós !

No meio dos brilhantes e educativos textos que os nossos queridos líderes magnanimamente decidiram partilhar connosco no site do Bloco, encontrei um artigo onde se pode ler:
"foi Cuba que fechou as portas à liberdade política, de criação, de expressão, de associação e de manifestação, ao multipartidarismo e ao sindicalismo independente. Não há inimigo externo que desculpe o lápis azul. Não há imperialismo que justifique a prisão da inteligência. Nenhuma independência se conquista com pelotões de fuzilamento. Cada um escolhe o seu caminho. Fidel há muito que escolheu o dele. E o dele nada tem a ver com a liberdade dos povos."

Daniel Oliveira
Blasfémia, traição à Classe Trabalhadora, crime de lesa-majestade ! A situação é grave. As próprias palavras do autor deste artigo o condenam. Este intelectual revisionista pequeno-burguês é um neoliberal, neoconservador da extrema-direita, agente do capitalismo globalizante e do imperialismo americano (passe a repetição), um autêntico filhote do Bush (cruzes canhoto, bate na madeira 3 vezes).

Este infiltrado, este agente da CIA, conseguiu, sabe-se lá através de que manhas, insinuar-se junto da casta mais elevada dos nossos queridos líderes [genuflexão]. Assim se explicam as recentes derrotas da causa: a investidura de um governo neoliberal de extrema-direita que pretende arrastar o país para a idade média, o episódio do Barco do Amor, os recentes resultados do Sporting...agora tudo se torna claro...

Anacletos, urge purificar o partido destas influências nefastas. Temos de acabar com as ervas daninhas que impedem o crescimento do grande carvalho do socialismo. Erva só da boa.

Justiça Popular, Já.

Enviei agora mesmo um SMS a convocar uma reunião do CC para podermos votar unanimemente de braço no ar a expulsão deste agente do complexo militar-industrial americano e as restantes medidas de re-educação.

Até à Vitória, Sempre,

ass. Anacleto

Update: recebi agora mesmo um e-mail com data de 1973 que comprova que o autor do artigo acima referencido recebeu chorudas quantias do Grupo Carlyle e da Halliburton. Em anexo ao e-mail vem uma foto do autor abraçado ao Dick Chenney ! Em breve o Anacleto publicará a referida foto.