O Anacleto

Um Blog Alter. Charros. Aborto. No Bush.

quarta-feira, outubro 06, 2004

Chim Camarada, Chó no Anacleto a Luta Continua

É com profunda emoção e olhos marejados de lágrimas que revelamos a seguinte carta por nós recebida hoje:

Camarádaje Anaclétoje
Os órgãos de imprencha burguejes têm pretendido interpretar a minha demichão de checretário-geral do pêchêpê como reprejentando mais uma das minhas (chupostas) chedênchias à linha (dita) conchervadora do partido. Também já os ouvi dizer que este é o rejultado da eleichão de Chócrates para líder do pêéche. Diz-se que, depois da recuja de alianchas por Chócrates, o pêchêpê teria de virar à esquerda. Chó tenho uma coija a dijer (aliás duas) chobre echas interpretachões: Chão mentiras! Chão calúnias!
A verdade é muito chimples e é uma chó: demito-me agora de checretário-geral e anunchio já que me demitirei de militante do pêchêpê daqui a uns mejes. Porquê? Porque vou aderir ao Anacleto. Quero lá eu chaber dos conchervadores do pêchêpê ou do Chócrates. A verdade é que chó quando o Anacleto aparecheu me pude apercheber da mentira em que vivera toda a minha vida. Chó com o Anacleto eu vi a luz da revolta. Chó com o Anacleto a vitória proletária está garantida. Chó então descobri que o pêchêpê é e chempre fora um partido neo-conchervador a mando do capital financheiro monopolista de raiz imperial. Por icho, camarádaje anaclétoje, venho hoje humildemente pedir a minha adejão à única organijachão onde um horijonte vermelho ainda é pochível: chim, o Anacleto.